sexta-feira, 1 de junho de 2012

A Via Crucis de Jesus

Teologia dos Tribunais Na via Crucis do Rei Segundo escreveu Mateus TRIBUNAL, do grego transliterado vima erradamente pronuncia-se bema, no Brasil βήμα - víma 1) O termo vima é usado para indicar lugar elevado ou plataforma, alcançado por degraus, originalmente o de Atenas na Colina Pnyx, onde estabeleciam-se as assembléias gregas. 2) Termo usado para identificar uma tribuna nos tribunais de justiça da Grécia: De um lado, posicionava-se o acusador; do outro lado: o acusado. Tribunais na via Crucis do Rei

• O Tribunal de Judas Iscariotes. O Rei é acusado, julgado e condenado pelo discípulo Judas Iscariotes que, por trinta moedas de prata, o entregou às autoridades religiosas da nação. Mt 26:14-16; 47-50.

• O Tribunal da casa do sumo sacerdote. Caifás. O nome desse tribunal: O SINÉDRIO <συνέδριον = Sinédrio>. O Rei é acusado, julgado e condenado. Mt 26:57-68.

• O Tribunal do discípulo Pedro. A amizade do Rei é analisada, julgada e condenada pelo discípulo Pedro, o qual considerou sua amizade com o Rei um negócio de alto risco. Mt 26:69-75.

• O Tribunal “MISTO” dos príncipes dos sacerdotes, dos anciãos, dos escribas, dos fariseus e do povo. O Rei é acusado, julgado e condenado pelas autoridades religiosas de Jerusalém, as quais entregaram-No ao Procurador Romano, Pilatos, para que este conduzisse o Rei à crucificação no Gólgota. Mt 27:1; 20; 25; 41-43.

• O Tribunal da ESPOSA DE PILATOS. O Rei é analisado e absolvido como justo e inocente pela esposa do Procurador Romano na Judéia. Mt 27:19.

• O Tribunal de Pilatos. Pôncius Pilatos recebeu o Rei e, com base na acusação e julgamento prévio das autoridades religiosas de Jerusalém, ouviu o Rei e determinou Sua condenação à morte de cruz. Mt 27:2; 11-18; 21-31.

• O Tribunal dos dois salteadores. O Rei é julgado e Sua divindade é colocada em dúvida por um dos dois marginais igualmente crucificados com Ele. O segundo marginal, mesmo pregado à cruz, não somente absolveu o Rei, mas uniu-se a Ele para sempre. Mt 27:44. Lucas corrige a visão de Mateus. Lc 23:39-42.

• O Tribunal da natureza física. O Rei é absolvido pela natureza. Mt 27:54.

O Tribunal gentílico do oficial militar romano. O Rei é analisado e absolvido como O Verdadeiro Filho de Deus. Mt 27:54. A Via Crucis de Jesus Os Fatos Finais da Vida do Rei A Crucificação do Rei Η Σταύρωση A crucificação tratava-se de um ato de extermínio de marginais capaz de levar o réu a sofrimentos além daquilo que a pessoa podia suportar. O réu, inclusive, agonizante na cruz, após longas horas de sofrimento, costumava morrer apenas depois de ter as duas pernas quebradas pelas autoridades. Esse tipo de execução foi criado pelos persas 600 anos aC.

Os Passos da Crucificação do Rei τα βήματα του σταύρωση


1. Um buraco, previamente aberto no solo rochoso, de cerca de 55 a 60 centímetros, era preparado para manter a cruz em posição vertical e ajustada.

2. A cruz, posteriormente, era estendida sobre a rocha, quando o réu deitava-se sobre a mesma para ser pregado através das mãos e dos pés.

3. A cruz era levantada, erguida em posição vertical por vários homens que lançavam-na dentro do buraco previamente aberto no solo.

ESSE MOMENTO ERA ACOMPANHADO DE GRANDE SOFRIMENTO DO RÉU, FACE À TREPIDAÇÃO DA CRUZ DENTRO DO BURACO.

Era quase impossível ao réu esconder as lágrimas, gemidos ou brados de dor.


A Via Crucis de Jesus As Seis Horas de Sofrimento do Rei PREGADO NA CRUZ Έξι ώρες από τη δυστυχία του Ιησού στον σταυρό του


1) De 09 às 12 hs. O Rei foi tentado e sofreu unicamente com os homens. Mc.15:25.


2) De 12 às 15 hs. O Rei foi tentado e sofreu diante dos espíritos malígnos das trevas. Todos os espíritos de satanás foram ao Gólgota, na última tentativa de vencer o Rei. Mt.27:45-46; Salmo 22:12-13. O Capítulo 28 No Capítulo 28 de Mateus a ressurreição do Rei é documentada com extrema precisão e grande vigor.


A ressurreição manifestou-se para autenticar tudo quanto o Rei falou e fez. A palavra “autenticar” procede do grego σφραγίζω - sfragízo e significa:


1. Tornar autêntico; reconhecer como verdadeiro.

2. Autorizar ou certificar segundo as fórmulas legais; legalizar. O túmulo do Rei, em Jerusalém, hoje, encontra-se repleto de instituições e objetos idolátricos. Dentro das Escrituras Sagradas, porém, o túmulo do Rei está vazio. O Rei Eterno e Filho de Deus, ressuscitou. Ele vive!!!!!!!!!


Epílogo


O Próprio Pai Ressuscitou O Filho-Rei O Próprio Pai foi à Sepultura do Filho!!!!! Atos 2:32 "Deus ressuscitou a este Jesus, do que todos nós somos testemunhas." Atos 4:10 "Seja conhecido de vós todos, e de todo o povo de Israel, que em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, aquele a quem vós crucificastes e a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, em nome desse é que este está são diante de vós." Atos 13:30 "Mas Deus o ressuscitou dentre os mortos." Gálatas 1:1 "Paulo, apóstolo (não da parte dos homens, nem por homem algum, mas por Jesus Cristo, e por Deus Pai, que o ressuscitou dentre os mortos)”. Ele Vive!!!!

Um comentário:

Fruto do Espírito disse...

Que belo trabalho, o amor está presente na totalidade de suas postagens, trazendo edificação ao Corpo de Cristo.
Retornarei em breve...

Parabéns!!!

Caso ainda não esteja seguindo o meu blog, deixo aqui o convite:
http://frutodoespirito9.blogspot.com/

Afetuosamente,

***Lucy***

P.S. Visite também;
http://discipulodecristo7.blogspot.com/
Temas Bíblicos e mensagens abençoadoras.